Informações sobre o IDE NetBeans 6.0

O IDE NetBeans é um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE), modular e baseado em padrões, escrito na linguagem de programação Java. O projeto NetBeans consiste em um IDE de código-fonte aberto e em uma plataforma de aplicativo, utilizado como uma estrutura genérica para construir qualquer tipo de aplicativo.

O objetivo do IDE NetBeans 6.0 é aprimorar a produtividade do desenvolvedor por meio de um editor mais rápido e inteligente e à integração de todos os produtos NetBeans em um único IDE. Baixe, confira e conte-nos sua opinião. O lançamento do IDE NetBeans 6.0 está programado para novembro de 2007 (consulte o roteiro).

Como obter o IDE NetBeans 6.0

Baixe o IDE NetBeans 6.0, experimente-o e conte-nos sua opinião.

Você também pode fazer baixar as instalações diárias do IDE NetBeans 6.0. Nota: as instalações diárias ainda estão sendo desenvolvidas e podem conter erros que causar a perda de dados.

A maior parte do código do IDE NetBeans 6.0 está disponível sob licença dupla, que consiste na Licença de Desenvolvimento e Distribuição Comum (CDDL) v1.0 e na Licença Pública Geral GNU (GPL) v2. Consulte detalhes sobre componentes do NetBeans e as licenças que os protegem.

Documentação

Use os documentos a seguir iniciar o NetBeans 6.0.

Novidades do IDE NetBeans 6.0

A seguir temos um resumo dos novos recursos mais interessantes do IDE NetBeans 6.0. Você também pode visitar a página New and Noteworthy para obter uma lista detalhada das alterações feitas desde a versão 5.5.1.

Aprimoramentos do editor

  • Recursos autocompletar código mais inteligente. O editor do NetBeans é mais rápido e mais inteligente, completando palavras-chave, campos e variáveis. Ele também relaciona as opções mais lógicas na parte superior e permite ver as opções completas na parte inferior
captura de tela de uma janela sendo movida com a ação de arrastar e soltar
  • Realce. Você pode considerar o recurso de realces uma substituição fácil de usar e mais correta da função de pesquisa dos editores. O IDE monitora a posição do cursor e, baseado nela, realça algumas partes do código. Os realces são marcados com uma cor de segundo plano no editor. Eles também são colocados na lista de erros, o que permite ter uma visão geral de todo o arquivo.
  • Navegação e inspeção aprimoradas. Além dos realces, o editor de código-fonte permite navegar com rapidez pelo código, com melhor organização da janela Navegador e dos inspetores de membros e hierarquia.
  • Muito mais que um simples recurso de autocompletar código. Com os modelos ativos e a funcionalidade Circundar com, é possível inserir rapidamente blocos de código utilizados com freqüência e concentrar-se na lógica dos negócios.
  • Há muito mais. Consulte o Guia de Usuário do Editor Java
captura de tela de janelas do depurador com a janela Variáveis locais à frente

Suporte para Ruby/JRuby/Ruby on Rails

  • Suporte para projetos. Crie, com rapidez, projetos Ruby com estrutura lógica, execute arquivos Ruby, configure outros interpretadores Ruby (como JRuby ou Ruby nativo), localize e instale Ruby Gems com um assistente gráfico, crie e execute testes de unidade, execute arquivos de especificação RSpec, alterne entre um arquivo Ruby e seu arquivo de teste de unidade ou de especificação correspondente, e assim por diante. Exibir demonstração.
  • Edição avançada do Ruby. Edição de código avançada para Ruby, usando informações semânticas sobre o programa para oferecer o recurso de autocompletar código, mostrando as classes e os métodos disponíveis para a expressão atual, juntamente com a documentação RDoc associada. O realce da sintaxe é aprimorado com informações semânticas, de modo que variáveis locais e parâmetros não-utilizados são exibidos na cor cinza. Existem vários outros recursos de edição, incluindo a declaração Ir para passar ao ponto de declaração de uma referência de classe ou método. Exibir demonstração.
  • Depurador Ruby. Percorra passo a passo ou execute o código Ruby, configure pontos de interrupção, examine variáveis locais, navegue na pilha de chamadas, alterne threads e avalie expressões apenas passando o mouse sobre a variável no editor. Também há suporte para extensão de "depuração rápida" .
  • Suporte para Ruby on Rails. Gere projetos ou gere códigos com o assistente gráfico gerador de códigos Rails, que oferece documentação sobre plug-ins dentro do próprio assistente. Os geradores de outros fornecedores também recebem suporte. Além disso, existem ações para pular rapidamente uma ação do Rail e sua visualização correspondente ou desviar o navegador para o URL mais relevante para o arquivo que você está editando. As migrações de banco de dados e destinos Rake também recebem suporte. Por último, os arquivos RHTML são realçados (junto com o suporte aprimorado do NetBeans 6.0 para arquivos relacionados, como JavaScript e CSS). Exibir demonstração.
captura de tela de uma janela sendo movida com a ação de arrastar e soltar

Instalação e atualização mais fáceis

  • Experiência de instalação unificada. O novo instalador NetBeans facilita obter a funcionalidade desejada. Não é mais necessário baixar e instalar pacotes separados. Agora você escolhe o melhor download para você e instala os recursos e tempos de execução necessários em um único instalador. Você pode adicionar funcionalidade posteriormente, executando o instalador outra vez.
  • Mantenha-se atualizado. A Central de atualizações e o Gerenciador de módulos foram mesclados no Gerenciador de plug-ins. Habilite e desabilite funcionalidades com facilidade, procure atualizações e obtenha novas funcionalidades, tudo em um só lugar.
Gerencie plug-ins com o Gerenciador de plug-ins.

Desenvolvimento de GUI Swing

Além dos inúmeros aprimoramentos do aclamado NetBeans GUI Designer (antes conhecido como "Project Matisse"), o suporte para desenvolvimento de aplicativos da área de trabalho Java foi melhorado com os seguintes recursos:

  • Aplicativos de banco de dados Swing. Agora é mais fácil do que nunca criar aplicativos de banco de dados da área de trabalho Swing aproveitando a tecnologia Beans Binding (JSR 295) e da API Java Persistence. Com o novo modelo de projeto Java Desktop Application, você pode configurar rapidamente um formulário que exibe uma tabela de banco de dados e permite modificar o banco de dados. Vincule uma tabela de banco de dados a um formulário existente, arrastando a tabela da janela Tempo de execução para um formulário. Exibir demonstração.
  • Vínculo de beans. Além de ajudar com aplicativos de banco de dados, o suporte do IDE para vínculo de beans também facilita manter as propriedades de diferentes beans em sincronia.
  • Suporte a Swing Application Framework (JSR 296). Agora você pode desenvolver aplicativos de área de trabalho de pequeno e médio porte mais rápido do que nunca, aproveitando os blocos de construção fornecidos pela Swing Application Framework. Essa estrutura simplifica a manipulação do ciclo de vida, das ações e de recursos do aplicativo.
captura de tela de um aplicativo de banco de dados da área de trabalho em execução, criado com a ajuda de vínculo de beans e suporte a Swing Application Framework

Criação de perfil

  • Profiler integrado ao IDE NetBeans. O Profiler NetBeans tornou-se uma parte integrante do IDE NetBeans 6.0! Agora, não há mais necessidade de fazer o download e instalar o Profiler NetBeans separadamente.
  • Pontos de criação de perfil. Os pontos de criação de perfil permitem colocar pontos de criação de perfil no código-fonte a fim de controlar mais precisamente a coleta de resultados da criação de perfil.
  • Compare instantâneos de memória. Você pode comparar instantâneos de memória salvos e não-salvos para ver quais objetos foram criados ou liberados do heap desde que os instantâneos foram tirados. Para obter mais informações, consulte Comparando instantâneos de memória.
  • Gráficos de hierarquia. Os resultados da criação de perfil podem ser exibidos em um gráfico que classifica em que o tempo da CPU foi usado. É possível clicar nas seções do gráfico para percorrer desde as categorias de alto nível até as informações de criação de perfil mais detalhadas. Para obter mais informações, consulte Áreas de interesse - Regras de classificação
  • Heap Walker. Agora, ao criar o perfil de seu aplicativo, você pode usar o Heap Walker para ajudar a avaliar o conteúdo de heap Java e a procurar vazamentos de memória. Para obter mais informações sobre o Heap Walker, consulte a documentação do Profiler 6.0 sobre o Heap Walker.
  • Integração com o JMeter. O suporte adicionado ao JMeter permite iniciar scripts JMeter no começo de uma sessão de criação de perfil, fornecendo uma maneira fácil de realizar testes de carga, enquanto você traça o perfil. Para obter mais informações, consulte Suporte para gerador de carga.
  • Conexão dinâmica no JDK 1.6.
caixa de diálogo Pontos de criação de perfil do profiler Heap Walker do profiler

Web e Java EE

  • Projeto visual embutido para aplicações Web. O modelo de projeto Visual Web agora está mesclado no principal modelo principal de projeto de aplicações Web. Basta adicionar a estrutura Visual Web JavaServer Faces em seu projeto Web e potencializar uma ampla biblioteca de componentes JavaServer Faces habilitados para Ajax, para construir seu aplicativo.
  • Edição visual de fluxo de página. Vincular páginas em sua aplicação Web nunca foi tão fácil, com os novos Visual Page Flow Editor, JavaServer Faces com suporte, JSP e páginas HTML.
  • Suporte melhorado para JavaScript. Realce completo da sintaxe, recurso de autocompletar código e verificação de erros de códigos JavaScript estão disponíveis em arquivos JavaScript independentes e em arquivos HTML, RHTML e JSP.
  • Suporte aprimorado para serviços Web. Consumo de serviços Web com a opção arrastar e soltar em páginas de aplicativo visual Web. Serviços Web tranqüilos estão disponíveis para envolver beans de entidade e fornecer funcionalidades CRUD fáceis. Melhor edição visual de serviços Web JAX-WS. Suporte integral para segurança, confiabilidade e transações de serviços Web. Melhor intercâmbio de serviços Web. Implantações em Sun Java System Application Server, GlassFish, Tomcat, JBoss 4.2.1 e JBossWS 2.0.1.
  • Suporte para componentes JavaServer Faces habilitados para Ajax. A biblioteca de componentes Project Woodstock encapsula Javascript e servidores complexos nos componentes JavaServer Faces. Usar um componente habilitado para Ajax é como trabalhar com qualquer outro componente: arraste e solte, configure propriedades e personalize manipuladores de eventos no lado do servidor.
  • Fácil migração do Java Studio Creator. Posicionado como o caminho de migração do Java Studio Creator 2, o NetBeans 6 preserva o investimento em projetos Java Studio Creator, enquanto permite potencializar os diversos recursos de produtividade do IDE NetBeans em uma única ferramenta.
  • Edição CSS aprimorada. O Editor CSS permite visualizar alterações em sua CSS à medida que forem feitas.
O desenvolvedor da Web Mauro Cioni migrou seu projeto para o IDE NetBeans 6.0. Clique para ampliar
Clique para ver o projeto do desenvolvedor da Web visual Mauro Cioni migrado para o IDE NetBeans 6.0.



Clique para visualizar o aplicativo dinâmico.
Clique para ver o site dinâmico do desenvolvedor da Web visual Mauro Cioni.

Mobility

  • Nova UI integrada para desenvolvimento de CLDC/MIDP e CDC. Agora, o pacote de mobilidade oferece suporte às propriedades de projeto antes disponíveis somente para projetos de CLDC/MIDP. Isso inclui suporte à configuração de projetos para a fragmentação de dispositivos, suporte ao obcurescimento e otimização integrados e várias opções de implantação, todas incorporadas no Apache Ant para facilitar a codificação e o gerenciamento.
  • Novo criador de jogos. Agora é mais fácil criar jogos móveis com o suporte para edição visual do pacote de mobilidade da API de jogos MIDP 2.0. A API oferece suporte a sprites animados e à capacidade de organizar camadas em mosaico nas cenas.
  • Novo Visual Mobile Designer. O Visual Mobile Designer (VMD) foi projetado novamente para oferecer melhor funcionalidade e capacidade de utilização.
  • Análise de projeto. A análise de projeto componentes não-utilizados para a remoção de projetos visuais complexos.
  • Novos componentes personalizados. Os novos componentes do Visual Mobile Designer simplificam a criação e o projeto de navegadores de arquivo móveis, compositores de SMS (Short Message Service), telas de login e navegadores PIM (Personal Information Manager).
  • Novos componentes para controle de fluxo.
  • Agora é mais fácil modificar códigos gerados.
  • Compilador de stub JSR-172 reescrito. O novo gerador tem suporte para tipo Base64 e é capaz de analisar documentação de métodos.
  • Gerenciamento de configuração de projeto aperfeiçoado. Uma nova UI para o Assistente de Projeto facilita adicionar novas configurações de projeto para novos dispositivos móveis. Agora é mais fácil projetar várias criações para diversas configurações.


Arquitetura orientada a serviços (SOA)

  • Artefatos para composição e montagem de serviço. O Composite Application Service Assembly Editor permite editar a configuração de projetos corporativos. Ele oferece suporte à adição e/ou modificação de vínculos e pontos finais de serviço, à adição/remoção de conexões entre unidades de serviço para conectar a pontos finais de unidades de serviço externas e à criação de conexões de componente de vínculo com componente de vínculo.
  • Editor de WSDL gráfico. Cria documentos abstratos WSDL (WSDL sem vínculos) de modo fácil, juntamente com informações de tipo de link de parceiro.
  • Editor de XSLT para editar transformações. Edita transformações visualmente.
  • Suporte de ferramentas para componentes de vínculo. Suporte para arquivo, HTTP e componentes de vínculo JMS.
  • Suporte para projeto de serviços Web Java EE. Um projeto Java EE que implementa interfaces de cliente ou servidor de serviços Web pode ser adicionado a um aplicativo composto, como uma unidade de serviço JBI. O projeto Java EE pode comunicar-se diretamente com outras unidades de serviço usando o Normalized Message Router (NMR) JBI interno.
Use o BPEL Designer para projetar rapidamente um diagrama de processos comerciais e o NetBeans irá gerar o código-fonte compatível com WS-BPEL 2.0 correspondente.    Engenharia de respostas completamente automatizadas entre as visualizações do diagrama e do código-fonte. Adicione e conecte links de parceiro visualmente ao projeto BPEL. Clique para ampliar.    O editor Composite Application Service Assembly (CASA) permite aos usuários editar visualmente os aplicativos compostos e fornece suporte para a ação arrastar e soltar ao adicionar vínculos WSDL e unidades de serviço externas. Clique para ampliar.
O IDE NetBeans fornece um rico conjunto de ferramentas para editar e configurar aplicativos compostos, incluindo o BPEL Designer, o WSDL Editor e o CASA Editor. O projetista WSDL (Web Services Definition Language) permite que os usuários arrastem e soltem componentes WSDL no projetista WDL. Clique para ampliar.

Linguagem de modelagem unificada (UML)

  • A geração de código baseada em modelos está agora disponível e pode ser personalizada. Agora a UML oferece a geração de código baseada em modelos na engenharia direta.O novo método de geração de código utiliza modelos FreeMarker, o que permite aos usuários personalizar o modo como os códigos são gerados simplesmente modificando os modelos usados.Os usuários podem aprimorar a geração de código adicionando novos modelos por meio do painel Modelos de domínio na janela Opções de UML.
  • Recurso de geração de código aprimorado. A capacidade de mesclar códigos gerados recentemente em arquivos de código-fonte já existentes está agora disponível.
  • Melhor gerenciamento de coleções.  Os tipos de coleção do usuário são preservados durante a engenharia direta e reversa e podem ser configurados e alterados por meio da caixa de diálogo de propriedades da geração de código.
  • As ferramentas de alinhamento estão disponíveis. O Diagram Editor agora dispõe de ferramentas de alinhamento. Selecione os elementos do diagrama a serem alinhados, clique com o botão direito do mouse na seleção e selecione Alinhar no menu de pop-up.
  • Novo layout de janelas. Por padrão, a janela Documentação está agora localizada na área da janela Propriedades.Agora a janela Centro de projetos está localizada na área do Explorer por padrão.
  • A ação Salvar como está agora no nó do diagrama. A ação "Salvar como" foi adicionada aos nós do diagrama. A ação permite que um diagrama seja duplicado.
No painel Modelos de domínio, clique para ampliar
Em Preferências de coleção, clique para ampliar
Nos menus Alinhamento e Distribuição, clique para ampliar

C/C++

  • Melhor qualidade e desempenho na depuração de gdb
  • Novos recursos de auxílio para código
    • A hierarquia de tipos, que permite inspecionar todos os subtipos ou supertipos de uma classe.
    • A hierarquia de inclusões, que permite inspecionar todos os arquivos de cabeçalho e de código-fonte que estão direta ou indiretamente incluídos em um arquivo do código-fonte ou todos os arquivos do código-fonte e de cabeçalho que incluem, direta ou indiretamente, um arquivo de cabeçalho.
    • O recursos de autocompletar código para #includes
    • Troca entre o arquivo de código-fonte e o arquivo de cabeçalho com o mesmo nome e extensão correspondente
  • Dependência de projetos baseada em arquivo makefile
  • Suporte para Mac OS X
Ir to Function or Variable Dialog, click to enlarge Ir to Type Dialog, click to enlarge
Inclusões Hierarchy, click to enlarge   Inclusões Code Completion, click to enlarge
Mac OS X Support, click to enlarge

Aprimoramentos na API da plataforma NetBeans

  • API Visual Library. A API de Visual Library, que é a biblioteca gráfica da próxima geração, é útil na visualização de dados, como a modelagem orientada por gráficos, em módulos do NetBeans. Para obter mais informações, assista a demonstração ou visite o endereço https://netbeans.org/projects/platform/.
  • API NetBeans Preferences A API de NetBeans Preferences fornece uma implementação específica para o NetBeans da API de Preferences do JDK. Por exemplo, ela permite armazenar preferências no diretório do usuário NetBeans.
  • Analisador léxico. A API de NetBeans aprimorada para a criação de tokens a partir de uma entrada textual. Os tokens podem então ser usados para, por exemplo, fornecer o realce de sintaxe. Para obter mais informações, consulte https://netbeans.org/projects/editor/.
  • Logger. API NetBeans ErrorManager ignorada em favor do mecanismo padrão Logger do JDK. Para ver os detalhes, consulte Login no NetBeans.
  • Interfaces genéricas. As interfaces genéricas do JDK 1.5 são usadas em todas as APIs do NetBeans.

Para obter mais detalhes, consulte a lista de alterações de API do NetBeans.

painel de
                         framework em propriedades de projeto

E muito mais...

Not logged in. Log in, Register

By use of this website, you agree to the NetBeans Policies and Terms of Use. © 2013, Oracle Corporation and/or its affiliates. Sponsored by Oracle logo