Os Evangelistas do NetBeans Voltam a Examinar


Como parte da celebração do décimo aniversário do NetBeans, nós pedimos a alguns membros anteriores da equipe de Evagelismo do NetBeans, a voltar a examinar algumas de sua memórias favoritas do passado.

Começamos com Judith Lilienfeld, que era a Diretora de Evangelismo para a equipe NetBeans, e que se lembra de: "A engenharia me procurou perguntando por um "bom nome" para seu novo IGU/Desenvolvedor de Layout. Naquela época Eu já estava trabalhando a há seis meses no NetBeans. Os engenheiros são como a maioria das pessoas: eles querem sua opnião - mas somente se ela coincide com suas expectetivas. :-) Houveram centenas de e-mails trocados sobre se deveríamos nomes de artistas que provocam emoções ou nomes descritivos, ou uma noção mais abstrata.

"Eles até criaram uma página wiki com todas as possibulidades. Eu eventualmente os convenci (ou talvez eles se cansaram de discutir comigo) que o nome deveria ser Projeto Matisse. Eu gostava de usar Matisse porque suas imagens artísticas são muito fluídas e ele até fez trabalhos de layout mais adiante em sua carreira. E antes que você soubesse, todos o estavam chamado de Projeto Matisse. Após issso, Eu me tornei um pouco "crédula" com a engenharia e eles me ouviam apenas oum pouco mais -- apenas um pouco! Ajuda o fato de que eles entregaram uma grande funcionalidade que fez parte do que realmente ajudou, ou seja, trazer novos "usuários do NetBeans".

Judith é atualmente a Diretora de Evangelismo para o OpenSolaris.
Judith Lilienfeld e Tori Wieldt
Judith Lilienfeld
 
Roman Strobl
Roman Strobl
O crescimento do NetBeans é sobre algo que Roman Strobl também comentou: "Quando Eu começei a trabalhar no NetBeans, em 2004, quase ninguém o estava usando. Lembro-me de alguns amigos que riam de mim por usar o NetBeans, porque eles pensavam que a ferramenta era muito pior do que qualquer outro IDE no mercado. Usando o NetBeans em 2004 ou antes me fazia sentir como um desenvolvedor do submundo.

"Eu até sabia sobre diversas empresas onde os desenvolvedores usavam o NetBeans, mas eles não contavam aos gerentes porque estes não iriam aprovar o uso do NetBeans naquela época. Cara, as coisas mudaram ao longo destes 4 anos!

Hoje, as pessoas estão excitadas em aprender sobre os novos recursos do NetBeans e a percepção pública mudou de "lento, feio e sem recursos completos" para "inovador, bom e rápido". O crescimento da comunidade tem sido fantástico - desejo um feliz aniversário de 10 anos ao NetBeans - o produto passou por um longo caminho, afirmou Strobl.

Roman agora trabalha como um evangelista do OpenSolaris.

A evangelização do NetBeans com frequência significava longas viagens a países estrangeiros. Tim Boudreau fez muitas destas viagens, e uma das mais memoráveis foi sua primeira viagem ao Brasil, que ele descreve em: "Em 2005, Charlie Hunt e Eu fomos ao Brasil pela primeira vez. Nós não sabíamos com os eventos de última hora eram lá organizados. Nós fomos informados que daríamos uma palestra na quinta-feira e, depois dar alguma treinamento na semana seguinte. Eu me encontrei com Bruno Souza pela primeira vez antes de nossa palestra.

"Eu lhe perguntei o que faríamos na semana seguinte. Ele disse: "Ah, não o temos agendado para nada". Nós ficamos um pouco chateados, pensando, nós voamos todo o caminho para o Brasil para dar uma palestra de meia hora?" Nós consideramos voar de volta após o fim de semana. Na segunda-feira de manhã fui acordado de manhã em meu quarto de hotel com o telefone tocando. Era Charlie: "Você não vai acreditar nisso. Nós estamos agendados para dar um treinamento de oito horas hoje, oito mais amanhã e oito mais na quarta-feira! Nós pecisamos estar na universisade em uma hora.

"Nós não tinhamos nada preparado, já que tinhamos planejado usar a sexta-feira até domingo para nos preparar para a semana que vem, mas tinhamos suspendido após descobrir que não estávamos agendados para nada. Portanto, pegamos um taxi com nossos laptops para o primeiro dia de treinamento a caminho da universidade. Então nos dividimos para os três próximos dias - um de nós daria aula por uma hora enquanto o outro inventava a próxima hora de treinamento. De fato funcionou e nos divertimos fazendo-o!" Nos dias atuais, a vida de Tim é menos agitada como o Líder de Desenvolvimento para as ferramentas Java ME.

A lembranças de Bruno daquela viajem são um pouco diferentes. Ele suspeita que uma falta de comunicação foi responsável por Tim e Charles pensarem inicialmente que nenhum evento estava agendado. Em todo caso, Bruno foi fundamental em muitos eventos, como ele lembra: "Mesmo antes de me juntar à equipe do NetBeans, trabalhei junto com os Evangelistas do NetBeans em diversas viagens para visitar os Grupos de Usuários Java no Brasil e, sempre foi um grande sucesso com os desenvolvedores e muito divertido.

"Mas, quando me juntei à equipe, nós decidimos fazer um tour pelos países da America do Sul! Nós visitamos muitas cidades dando uma palestar de dia inteiro sobre o código-fonte aberto, NetBeans e OpenSolaris, e uma vez fomos de um jogo de futebol (perdendo feio) no Uruguai e comendo toneladas de carne e depois deslizando em dunas de areia no Brasil. Durante estas duas semanas, quase não dormimos, e tinhamos que correr atrás de aviões, ônibus e taxis, porque sempre estávamos atrasados.

"Eu também era o camera man do grupo: Eu gravei todos os detalhes de um dia particularmente ruim, o que eventualmente se tornou um vídeo engraçado na NetBeans.tv. Após isso tudo, entrei em um avião e fui para a Rússia para me encontrar com mais desenvolvedores. Foram várias semanas memoráveis e malucas!" Bruno ainda está ativo no mundo do código-fonte aberto, trabalhando em um grupo na Sun que faz a semeadura da comunidade de código-fonte aberto ao redor do mundo: "ajudando as comunidades de código-fonte aberto a crescer e florescer".
Bruno Souza
Bruno Souza

Tim Boudreau
Tim Boudreau


David Botterill
David Botterill
Todos esses esforços são sobre uma coisa: fazer com que o mundo conheça o NetBeans. Um dos projetos de destaque foi a viagem cross-country do "NetBeans Mobile". Tim foi o proprietário, mecânico e piloto, mas a idéia promocional de David Bortelli, o mentalizador, que lembra: "Eu me lembro quando Tim enviou uma foto de seu "caminhão" que havia comprado, um velho caminhão de venda de sorvete. Se parecia com a van que Borat dirigiu para Hollywood. Eu rapidamente abir o GIMP e coloquei um grande logotipo do NetBeans na lateral e o denominei como o 'NetBeans Mobile.'

"Eu lhe disse que deveria dirigir através dos EUA e anunciar o NetBeans no caminho com uma webcam e um dispositivo GPS para rastrear sua viagem. Além dos logotipos nas lateriais, talvez pintar a frase "Como está meu desenvolvimento? Para comentários visite http://www.netbeans.org, na traseira do caminhão. Bom, Tim abraçou a idéia e Judith a aprovou. E a jornada do NetBeans Mobile acabou sendo um momento histórico."

David ainda está concebendo idéias únicas como o Gerente Técnico para o pograma Campus Ambassador da Sun.
 

O transporte também fez parte também de uma das favoritas memórias de Gregg Sporar: "Nós estávamos em Praga durante a celebração do lançamento do NetBeans 5.5. Todos participaram de uma grande festa que se deu em uma parte da cidade com a qual não estava familiarizado. Eu saí na mesma hora que Judith e outro membro de nossa equipe, Ashwin Rao. Fomos informados para peagar o bonde 26, pois o mesmo iria direto ao nosso hotel.

"Fomos até a estação de bonde e após alguns minutos tivemos sorte: um número 26 parou e nós entramos. Havia uma aviso na janela do bonde que dizia algo em Tcheco, mas como nenhum de nós podia ler o mesmo, não tínhamos escolha senão ignorá-lo. O bonde andou por algum tempo, fazendo paradas e o número de passegeiros foi se tornando menor e menor. Eventualmente, era apenas nós três e o condutor. Ele entrou em uma parada de bonde, desligou o bonde, e se voltou para nós e disse: "Finito".

"Era tarde e estava escuro e não sabíamos onde estávamos. Mas estava claro que aquele bonde em particualar não nos iá levar de volta ao hotel. Portanto, embarcamos em um bonde indo na direção oposta. Ao passar por diferentes paradas, Eu tentava ler os nomes, e fiquei confuso pois cada parada parecia ter o mesmo nome. Então descobir que estava para o aviso de "Não Fumar" ao invés do nome da parada. Nós eventualemente descobrimos como voltar para o hotel e aprendemos a observar os avisos dos bondes que aparentemente diziam: "Garagem".

Gregg ainda anda de bonde neste dias como o Evangelista de Tecnologia da equipe OpenSolaris.
Gregg Sporar
Gregg Sporar

Ashwin Rao
Ashwin Rao

Brian Leonard
Brian Leonard

Todas essas estórias tem um elemento similar: ninguém se feriu. O mesmo não pode ser dito no despertar de Brian Leonard, como ele explica:

"Na apresentação do NetBeans adoramos jogar camisetas para a multidão. Tenho a tendência de enrrolar bem as camisites com elástico para que se pareçam com bolas de baisebol, o que me permite alcançar as pessoas na parte de trás da sala. No entanto, elas são mais difícies de pegar, normalmente riicocheteando dos dedos antes de serem pegas. Isso é normalmente divertido (ao menos para mim) e especialmente em uma conferência na Flórida que tinham jarros de água nas mesas.

"As pessoas estavam se molhando quando as camisetas foram em direção das jarras de água. Isso somente pareceu deixar a multidão mais excitada. Tive que parar quando uma pessoa caiu da cadeira, e que aterrisou no pé da mulher atrás dela, que estava calçando sandalhas. Após a apresentação, ela foi ao meu encontro para mostrar o hematoma em seu pé. Senti pena dela, mas ela parecia não se importar dado quanto divertimento estava tendo".

Atualmente, Brian ainda está jogando camisetas, mas agora para o OpenSolaris.

Evangelismo do NetBeans e a Equipe da Web
Evangelismo do NetBeans e a Equipe da Web circa 2006. Da esquerda: Ruth Kusterer, Jan Pirek, Jack Catchpoole, Brian Leonard, Judith Lilienfeld, Roman Strobl, Tim Boudreau, Tori Wieldt, Bruno Souza, David Botterill, Gregg Sporar e Ashwin Rao.

By use of this website, you agree to the NetBeans Policies and Terms of Use. © 2018, Oracle Corporation and/or its affiliates. Sponsored by Oracle logo